Alberto da Costa e Silva

Alberto da Costa e Silva
Alberto da Costa e Silva
Nome completo Alberto Vasconcellos da Costa e Silva
Nascimento 12 de maio de 1931
São Paulo, São Paulo
Morte 26 de novembro de 2023 (92 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Creusa Fontenelle de Vasconcellos da Costa e Silva
Pai: Antônio Francisco da Costa e Silva
Ocupação Diplomata, poeta, ensaísta, memorialista e historiador
Prémios Prêmio Juca Pato (2003)

Prémio Camões (2014)

Magnum opus Livro de Linhagem

Alberto Vasconcellos da Costa e Silva GCCGCSEGCIH (São Paulo, 12 de maio de 1931Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2023) foi um diplomata, poeta, ensaísta, memorialista e historiador brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras e orador do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Foi distinguido com o Prémio Camões de 2014.[1]

Biografia

É filho do poeta Antônio Francisco da Costa e Silva e de Creusa Fontenelle de Vasconcellos da Costa e Silva.[2]

Fez os estudos primários e iniciou o curso secundário no Colégio Farias Brito, em Fortaleza. Em 1943, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde cursou o Externato São José e o Instituto Lafayette. Formado pelo Instituto Rio Branco em 1957, Alberto da Costa e Silva serviu como diplomata em Lisboa, Caracas, Washington, Madrid e Roma, antes de ser embaixador em Lagos, Nigéria (1979-83) e cumulativamente em Cotonu, Benim (1981-83), em Lisboa, Portugal (1986-90), em Bogotá, Colômbia (1990-93) e em Assunção, Paraguai (1993-95).[3]

Foi eleito para a cadeira 9 da Academia Brasileira de Letras, em 27 de julho de 2000. Foi presidente de entidade nos anos de 2002 a 2003.[4]

Em 2004 foi escolhido pela União Brasileira de Escritores (UBE) e Folha de São Paulo como o "Intelectual do Ano" (Prêmio Juca Pato).[4]

Alberto da Costa e Silva foi, também, académico correspondente da Academia das Ciências de Lisboa.

Casado com Vera Queiroz da Costa e Silva, tradutora premiada pela tradução de O Mundo se Despedaça de Chinua Achebe.

Em 2014 recebe o Prêmio Camões pelo conjunto de sua obra.

Morreu em 26 de novembro de 2023, aos 92 anos, no Rio de Janeiro.[5]

Condecorações[6]

Obras do autor

Como poeta

  • O parque e outros poemas. Rio de Janeiro, 1953.
  • O tecelão. Rio de Janeiro, 1962.
  • Alberto da Costa e Silva carda, fia, doba e tece. Lisboa, 1962.
  • Livro de linhagem. Lisboa, 1966.
  • As linhas da mão. Rio de Janeiro, 1978. Prêmio Luísa Cláudio de Souza, do PEN Clube do Brasil.
  • A roupa no estendal, o muro, os pombos. Lisboa, 1981.
  • Consoada. Bogotá, 1993.
  • Ao lado de Vera. Rio de Janeiro, 1997. Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro.
  • Poemas Reunidos. Rio de Janeiro, 2000. Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro.
  • Melhores poemas de Alberto da Costa e Silva. São Paulo, 2007. Seleção de André Seffrin.
  • A Enxada e a Lança: a África antes dos Portugueses. Rio de Janeiro, 1992, 1996 e 2006.
  • As Relações entre o Brasil e a África Negra, de 1822 à 1a Guerra Mundial. Luanda, 1996.
  • A Manilha e o Libambo: A África e a Escravidão, de 1500 a 1700. Rio de Janeiro, 2002 e 2004. Prêmio Sérgio Buarque de Holanda, da Fundação Biblioteca Nacional. Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, 2003.
  • Um Rio Chamado Atlântico: A África no Brasil e o Brasil na África. Rio de Janeiro, 2003 e 2005.
  • Francisco Félix de Sousa, Mercador de Escravos. Rio de Janeiro, 2004.
  • Das mãos do oleiro. Rio de Janeiro, 2005.
  • Imagens da África: da Antiguidade ao Século XIX (organização e notas de Alberto da Costa e Silva), 2012

Como ensaísta

  • O vício da África e outros vícios. Lisboa, 1989.
  • Guimarães Rosa, poeta. Bogotá, 1992.
  • Mestre Dezinho de Valença do Piauí. Teresina, 1999.
  • O Pardal na Janela. Rio de Janeiro, 2002.
  • Castro Alves: um poeta sempre jovem. São Paulo, 2006. Belo Horizonte, 2008.
  • O quadrado amarelo. São Paulo, 2009.

Como memorialista

  • Espelho do Príncipe. Rio de Janeiro, 1994. "Livro que nasceu para figurar entre os clássicos do gênero memorialístico",[7] cobre o período da infância em Fortaleza até a vinda da família para o Rio de Janeiro.
  • Invenção do Desenho. Rio de Janeiro, 2007. Narra da adolescência no Rio de Janeiro até o início da vida adulta, quando se torna diplomata. Trecho: "[...] era uma aventura admirável o simples estar vivo, o acordar para as cores, as formas e os sons de cada dia. As desventuras e as traições, as incompreensões e os desencontros valiam pouco diante da beleza do mundo. Louca, incoerente e absurda poderia parecer-nos a fábula da vida, mas para ela havíamos sido feitos e tínhamos de ficar fiéis a ela."
  • O pai do menino. São Paulo, 2008. Extrato dos livros Espelho do Príncipe e Invenção do Desenho, em tiragem de 100 exemplares.

Como organizador de antologias

  • Lendas do índio brasileiro. Rio de Janeiro, 1957, 1969, 1980 e 1992.
  • A nova poesia brasileira. Lisboa, 1960.
  • Poesia concreta. Lisboa, 1962.
  • Da Costa e Silva. Teresina, 1997.
  • Poemas de amor de Luís Vaz de Camões. Rio de Janeiro, 1998.
  • Antologia da poesia portuguesa contemporânea, com Alexei Bueno. Rio de Janeiro, 1999 e 2006.
  • Dirigiu e foi o principal redator da parte brasileira da Enciclopédia Internacional Focus. Lisboa, 1963-1968.[8]

Referências

  1. «O Prémio Camões 2014 é o brasileiro Alberto da Costa e Silva». Público 
  2. Academia Brasileira de Letras. Anuário - Academia Brasileira de Letras. pp. 103. 2001.
  3. ABL. «Alberto da Costa e Silva – Biografia». Consultado em 20 de março de 2021  line feed character character in |título= at position 26 (ajuda)
  4. a b Idem.
  5. «Diplomata Alberto da Costa e Silva, membro da ABL, morre no Rio». G1. 26 de novembro de 2023. Consultado em 26 de novembro de 2023 
  6. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Alberto Vasconcellos da Costa e Silva". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  7. André Seffrin, "A Memória Acesa como um Círio Perfeito", em O Demônio da Inquietude, Rosmarinho Editora de Arte, 2023.
  8. ABL. «Alberto da Costa e Silva – Bibliografia». Consultado em 20 de março de 2021 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Alberto da Costa e Silva:
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata
  • Commons
  • Perfil no sítio da Academia Brasileira de Letras
  • SONETO [CERÂMICA E TEAR: AS MÃOS TRABALHAM

Precedido por
Carlos Chagas Filho
ABL - quarto acadêmico da cadeira 9
2000–2023
Sucedido por
Lilia Schwarcz
Precedido por
Mia Couto
Prémio Camões
2014
Sucedido por
Hélia Correia
  • v
  • d
  • e

1989: Miguel Torga 1990: João Cabral de Melo Neto 1991: José Craveirinha 1992: Vergílio Ferreira 1993: Rachel de Queiroz 1994: Jorge Amado 1995: José Saramago 1996: Eduardo Lourenço 1997: Pepetela 1998: Antonio Candido 1999: Sophia de Mello Breyner 2000: Autran Dourado 2001: Eugénio de Andrade 2002: Maria Velho da Costa 2003: Rubem Fonseca 2004: Agustina Bessa-Luís 2005: Lygia Fagundes Telles 2006: José Luandino Vieira 2007: António Lobo Antunes 2008: João Ubaldo Ribeiro 2009: Arménio Vieira 2010: Ferreira Gullar 2011: Manuel António Pina 2012: Dalton Trevisan 2013: Mia Couto 2014: Alberto da Costa e Silva • 2015: Hélia Correia 2016: Raduan Nassar 2017: Manuel Alegre 2018: Germano Almeida 2019: Chico Buarque 2020: Vítor Manuel de Aguiar e Silva 2021: Paulina Chiziane 2022: Silviano Santiago 2023: João Barrento 2024: Adélia Prado

Luís de Camões.
Portais: Literatura/Lusofonia
  • v
  • d
  • e
Cadeiras 1 a 10
1 (Adelino Fontoura)
2 (Álvares de Azevedo)
3 (Artur de Oliveira)
4 (Basílio da Gama)
5 (Bernardo Guimarães)
6 (Casimiro de Abreu)
7 (Castro Alves)
8 (Cláudio Manuel da Costa)
9 (Gonçalves de Magalhães)
10 (Evaristo da Veiga)
Cadeiras 11 a 20
11 (Fagundes Varella)
12 (França Júnior)
13 (Francisco Otaviano)
14 (Franklin Távora)
15 (Gonçalves Dias)
16 (Gregório de Matos)
17 (Hipólito da Costa)
18 (João Francisco Lisboa)
19 (Joaquim Caetano)
20 (Joaquim Manuel de Macedo)
Cadeiras 21 a 30
21 (Joaquim Serra)
22 (José Bonifácio)
23 (José de Alencar)
24 (Júlio Ribeiro)
25 (Junqueira Freire)
26 (Laurindo Rabelo)
27 (Maciel Monteiro)
28 (Manuel Antônio de Almeida)
29 (Martins Pena)
30 (Pardal Mallet)
Cadeiras 31 a 40
31 (Pedro Luís)
32 (Manuel de Araújo Porto-Alegre)
33 (Raul Pompeia)
34 (Sousa Caldas)
35 (Tavares Bastos)
36 (Teófilo Dias)
37 (Tomás António Gonzaga)
38 (Tobias Barreto)
39 (Visconde de Porto Seguro)
40 (Visconde do Rio Branco)
  • Portal da Literatura
  • Academias de letras do Brasil
  • v
  • d
  • e
Prêmio Jabuti - Poesia (1959 - 2020)
1959 – 1969

1959: José Paulo Moreira da Fonseca 1960: Sosigenes Costa 1961: Cassiano Ricardo 1962: Mário da Silva Brito 1963: Mário Chamie 1964: Cecília Meireles 1965: Cassiano Ricardo 1966: Carlos Soule do Amaral • 1967: João Cabral de Melo Neto 1968: Carlos Drummond de Andrade 1969: Stella Carr Ribeiro

1970 – 1979
1980 – 1989

1980: Sebastião Uchoa Leite 1981: Rubens Rodrigues Filho 1982: Francisco Alvim 1983: Orides Fontela 1984: Hilda Hilst 1985: Alphonsus de Guimaraens Filho 1986: Armando Freitas Filho 1987: Ilka Brunhilde Laurito 1988: Antonio Fernando de Franceschi • 1989: Francisco Alvim Alice Ruiz

1990 – 1999

1990: Manoel de Barros 1991: Affonso Ávila 1992: Carlito Azevedo 1993: Arnaldo Antunes Moacyr Amâncio • Carlos Drummond de Andrade Inês O. Depré, Haroldo de Campos João Cabral de Melo Neto 1994: Vinicius de Moraes Rubem Braga Frederico Barbosa • Marina Colasanti 1995: Ivan Junqueira Bruno Tolentino Paulo Leminski 1996: Leonardo Fróes • Renata Pallottini Dora Ferreira da Silva 1997: Waly Salomão Thiago de Mello Carlos Drummond de Andrade Cecília Meireles A. B. Mendes Cadaxa • 1998: Alberto da Costa e Silva • Reynaldo Valinho Alvarez • Marly de Oliveira 1999: Haroldo de Campos Gerardo Melo Mourão Salgado Maranhão

2000 – 2009

2000: Thiago de Mello Moacyr Félix • Ferreira Gullar 2001: Anderson Braga Horta Lêdo Ivo Alberto da Costa e Silva • 2002: Claudia Roquette Pinto • Thiago de Mello Ivo Barroso 2003: Bruno Tolentino Geraldo Melo Mourão Marcus Accioly 2004: Alexei Bueno Marco Lucchesi Alphonsus de Guimaraens Filho Armando Freitas Filho 2005: Dora Ferreira da Silva Neide Archanjo • Artur Eduardo Benevides Antonio Risério, Frederico Barbosa • 2006: Affonso Romano de Sant'Anna Ruy Espinheira Filho Domingos Pellegrini 2007: Affonso Ávila Neide Archanjo • Armando Freitas Filho Bruno Tolentino (In Memorian) • 2008: Ivan Junqueira Marcus Vinicius Quiroga • Paulo Fernando Henriques Britto • 2009: Alice Ruiz Viviana Bosi • Eucanaã Ferraz Reynaldo Bessa

2010 – presente

2010: Marina Colasanti Reynaldo Jardim Silveira • Armando Freitas Filho 2011: Ferreira Gullar Gilberto Mendonça Teles Ricardo Aleixo 2012: Maria Lúcia Dal Farra Zulmira Ribeiro Tavares Josely Vianna Baptista • 2013: Ademir Assunção Glauco Mattoso Antonio Cicero 2014: Horácio Costa Marcus Vinicius Quiroga • Zuca Sardan 2015: Alexandre Guarnieri Marco Lucchesi Manoel Herzog • 2016: Arnaldo Antunes Salgado Maranhão Leonardo Aldrovandi • 2017: Simone Brantes Luci Collin Daniel Francoy • 2018: Mailson Furtado Viana 2019: Hilda Machado 2020: Cida Pedrosa

  • v
  • d
  • e
Brasil Embaixadores do Brasil na Nigéria Nigéria
  • José Osvaldo de Meira Penna
  • Paulo do Rio Branco Nabuco de Gouvêa
  • Geraldo de Heráclito Lima
  • Alberto da Costa e Silva
  • Fernando Abbott Galvão
  • Brian Michael Fraser Neele
  • Geraldo Affonso Muzzi
  • Carlos Alfredo Pinto da Silva
  • Carlos Alberto Ferreira Guimarães
  • Pedro Luiz Rodrigues
  • Ana Cândida Perez
  • João André Pinto Dias Lima
  • Ricardo Guerra de Araújo
  • v
  • d
  • e
Brasil Embaixadores do Brasil em Portugal Portugal
  • Itálico indica Encarregado(a) de Negócios ad interim
  • * indica Enviado Extraordinário e Ministro Plenipotenciário
  • Portal de biografias
  • Portal da literatura
  • Portal do Brasil
Controle de autoridade
  • Wd: Q2639446
  • WorldCat
  • VIAF: 92589810
  • BNE: XX1546879
  • BNF: 121374559
  • CANTIC: 981058516036806706
  • CiNii: DA08657665
  • FAST: 184740
  • GND: 173506631
  • ISNI: ID
  • LCCN: n86100401
  • NLG: 208730
  • NTA: 081592442
  • NUKAT: n2010070429
  • SUDOC: 029830761
  • ABL: alberto-da-costa-e-silva
  • BNB: 000240546
  • CPDOC: alberto-vasconcelos-da-costa-e-silva
  • Itaú Cultural: alberto-da-costa-e-silva
  • PTBNP: 48331
  • Catálogo SHARE: 101399